Co-desenvolvimento da inovação para viticultura e enologia: o novo serviço web de teledeteção reúne dados sobre as vinhas

A Spin.Works tem vindo a desenvolver a sua plataforma MAPP.it e a implementar funcionalidades em estreita cooperação com o grupo interno de I&D da Sogrape Vinhos, o maior enólogo português e utilizador de longa data da MAPP.it.

Esta cooperação foi possível graças a uma série de ferramentas que estão atualmente disponíveis ou em fase final de desenvolvimento na MAPP.it:

  • Registo de informação e capacidades de filtragem para todas as parcelas de uma propriedade;
  • Combinação de dados de alta resolução espacial de drone com dados de alta resolução temporal de satélite;
  • Disponibilidade de dados de anos anteriores que permitem a investigação de comparações e tendências históricas;
  • Análise estatística simples, como distribuição de plantas por percentil, pontos de corte dinâmicos para ferramentas de zoneamento ou suavização;
  • Identificação, contagem e georeferenciação de lacunas nas vinhas (plantas mortas ou de outra forma perdidas);
  • Medição da variabilidade das parcelas;
  • Elevado grau de exportabilidade e interoperabilidade, tal como a capacidade de descarregar dados vectoriais ou mapas/análises de exportação como ficheiros pdf;
  • Aplicação móvel que permite a consulta e análise de dados no campo, bem como notas e fotos georeferenciadas.

Utilizando MAPP.it, a Sogrape racionalizou a sua gestão da viticultura, apoiando um planeamento diário mais eficiente por parte dos gestores das vinhas, avaliando o efeito das decisões de gestão nos prazos anuais e mensais, explicando as razões subjacentes à variabilidade dos blocos de vinha observados e programando as colheitas de acordo com o vigor e níveis de maturidade das plantas (combinação de MAPP.it e dados de controlo de maturidade).

MAPP.it e Sogrape continuarão a cooperar no co-desenvolvimento da plataforma para melhorar as características e funcionalidades do serviço MAPP.it, aproveitando os desenvolvimentos na disponibilidade de dados de satélite e análise geomática suportada por computador, espera-se que conduzam a métodos fáceis, rápidos e precisos para estimar o risco de stress hídrico, potenciais de equilíbrio de carbono e gestão de ecossistemas com indicadores de conservação da natureza e biodiversidade.